O caminho da vitória por Caetano e Krebs

22.06.11

DIRETOR EXECUTIVO RODRIGO CAETANO AFIRMA: ‘O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO É UMA CARTA MAGNA A SER SEGUIDA’

Trecho da entrevista do diretor executivo Rodrigo Caetano ao repórter Darci Filho em 19/06/2011:

Darci Filho: O Planejamento Estratégico chegou a atingir vocês lá (na base do Grêmio) ou não?

Rodrigo Caetano:  SIM! Nós tivemos acesso, até porque isso já tinha sido estabelecido antes, se não me engano em 2003; eu acho que iniciou esse planejamento. E é como se fosse, junto com o estatuto do clube, uma Carta Magna a ser seguida; e dentro daquelas diretrizes, como eu falei, da alta cúpula do clube, é que nós procuramos tocar o trabalho. E tinha pontos bem específicos em relação às divisões de base que nós, claro que nós nos balizamos por aquilo.

Darci Filho: muito bem, o Dr. Adalberto Preis com certeza fica feliz!

Rodrigo Caetano: não tenha dúvida! Ele é um dos mentores disso aí!

fonte: http://www.futebolsemoff.com.br/

http://www.gremiosempre.com.br/?id=546

Direto do Twitter de Evandro Krebs

Publicado em 24/06/2011 por gfbpa
TRI-LA(1): E o Santos alcançou o tão sonhado TRI da AMÉRICA de todos os Gremistas. Estrutura, governança, planejamento, gestão.
TRI-LA(2): Em 2010 o Santos definiu estrategicamente um projeto de 5 anos. Com este conceito estabeleceu sua política de futebol.
TRI-LA(3): Atletas foram chamados para a criação de um projeto de gestão de carreiras em sintonia com o projeto de gestão do clube.
TRI-LA(4): Clube e futebol autossustentáveis. Garantia de receitas diferenciadas e investimento na formação de atletas.
TRI-LA(5): Montagem de time competitivo.Pefil de equipe vencedora, equilíbrio entre juventude e experiência.
TRI-LA(6): Pensando no futuro: um clube de futebol não é instituição financeira. Objetivo é a conquista de títulos.
TRI-LA(7): Olho o GRÊMIO de hoje, sem governança consolidada, descontinuidade de gestões, disputas políticas e SEM TÍTULOS.
TRI-LA(8): Qual a saída? Ter CORAGEM, DISPOSIÇÃO e COMPETÊNCIA para gerir o projeto institucional (planejamento estratégico).
TRI-LA(9): O GRÊMIO está pronto, mas ainda faltam as pessoas, seus dirigentes se prepararem. Uma nova cultura institucional.
TRI-LA(10): Vejo o time do GRÊMIO, o surgimento de uma geração de atletas formados na base e a cobrança de resultados imediatos.
TRI-LA(11): Precisamos de um cenário que proporcione a evolução desses atletas integrada com a evolução da própria instituição.
 
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s