Toda desgraça começou com a eleição para 1999/2002…depois do vendaval nunca mais encontrado o rumo…

(I Can’t Get No) Satisfaction- “but” I tri – Toda Nudez sera castigada

Acumulam-se as inconformidades do torcedor em ruas, bares, praças, redes sociais, contra os repetidos insucessos do clube. Insucessos de toda a ordem e natureza. Dentro e fora do campo. Literalmente o torcedor está com a paciência esgotada. Há dez anos sem títulos importantes, e tendo vencido uma 2ª divisão que valeu muito mais pela epopéia do jogo final do que pelo fraco desempenho durante a competição, o torcedor já não agüenta mais. Está no seu limite. Não gosta de nada, acha tudo errado, e às vezes antes mesmo de saber o que é, já acha ruim. O torcedor do Grêmio está que nem aquele índio grosso barbaridade que primeiro atira, para ver depois quem era. São dez anos de notórias trapalhadas, derrotas e dividas que ao começarem a ser saldadas fora saudadas como as únicas conquistas deste sonho de José e as Vacas Magras. O Grêmio teve um período de ouro, 93 a 97, quando ganhou tudo, e só não foi bi mundial porque se defrontou com um time que passou mais de 100 partidas invicto, tinha o melhor goleiro de todos os tempos e um juiz que expulsou nosso zagueiro pelo telão – ainda assim não levamos gols em 120 min e os nossos dois maiores batedores de pênaltis … erraram. Depois veio 1998 cuja CB nos escapou por um triz, quase caímos, nos recuperamos no final e ai veio um divisor de águas. Deitamos com os dólares da ISL sonhando com os solos da guitarra de J Page Stairway To Heaven e acordamos com o pesadelo de uma sexta feira 13. Dali em diante, apesar da CB de 2001, nada mais deu certo. Caímos para a 2ª divisão e certo, certo, certo mesmo, a partir de então, nada mais efetivamente deu. Presidente após Presidente entre tapas e beijos nos arrastamos melancolicamente em meio a desgostos e o jejum infindável de volta olímpica. De fato, uns mais outros menos, mas ninguém acertou a mão. Nem Obino, nem Duda nem Odone. O Presidente do Grêmio ou sua direção – e o regime é Presidencial – estão proibidos de errar. E errar é humano. Então estamos no linear de desumanidade. O erro de Odone, entre tantos, tem uma origem preciosa: as promessas. Este foi o maior de todos. Ele prometeu o que não podia dar e não deu – e acreditaram nele e em todas as mudanças que foram feitas, algumas radicais. Guerreiro nos prometeu o time do século e que não venderia craques. Ao anunciar do meio do campo como se fosse um apresentador de programa de TV ao vivo chamou Aguinight, o primeiro. Ali deu pra ver que não seria sequer o time da semana, quanto mais do centenário. Ivete Sangalo saracoteou na nossa frente e começamos a trilhar o caminho do ´buraco do amor`. Obino, ainda que tivesse pego o clube aos frangalhos, acumulou equívocos alguns dos mais primários, com todo o respeito de quem o secundou naquele malfadado mandato. Veio a turbulência da 2ª divisão, Odone aos trancos e barrancos tocou o vagão descarrilhado e Duda abaixo de corneta também errou quase tanto como os outros, não chegamos a lugar nenhum, porque vaga na LA definitivamente não é título. O saldo de 2005/2008 foi a formação do condomínio, mas nada de conquistas e por muito pouco não tivemos um Brito na Presidência contra 85% gosto do torcedor. Retornou cheio de vigor e promessas. Acumulou erro sobre erro desde r10, VP, Lins, um jogador que veio e retornou, um W Paulista que não podia vir e, por fim estamos de novo o final do ano sem nada e com uma novela que mais nos desgasta do que nos afortuna. Ai está o pessimismo do torcedor. Nada que é feito agrada, e nada do que tem sido feito na verdade enseja satisfação. Ninguém duvida – eu ao menos não duvido – de que todos procuraram acertar, mesmo Odone com r10. Mas o fato é que não tem dado certo. Neste caldo todo é justo o reclamo dos que ficam insatisfeitos com tudo mesmo antes de ser tentado. Ou em meio à tentativa. Há uma maciça e esmagadora maioria que tem criticado duramente a direção. Um que outro – contabilizei pouquíssimos, sem encher uma mão, entre tantos que se manifestam nas redes sociais que batem pé contra esta negação sistemática da torcida. Pois é deles que me passei a ocupar e a refletir. Toda a unanimidade é burra, disse o dramaturgo. É possível. Fiquei a pensar sobre a razão destes. A razão deles é a paixão, sem dúvidas, mas a paixão além de não ser racional …. também é o que move todos os demais. Todos apaixonados, logo nisto estamos todos juntos com todas as nossas diferenças e esperanças. Um fato apenas me parece intocável. Não se está mais admitindo erros. Mas como conviver com esta negativa se errar é humano ? Não sei, mas o Presidente, a Direção, está proibida de errar. Penso que temos que nos esforçar, todos nós, mas isto é a tônica de todos os dias. Tenho dito que um ou dois dias depois da derrota ao torcedor é dado o direito de desabafar e desaguar toda a sua inconformidade com quem dirige o clube, depois tem que pensar no próximo adversário. Mas chegamos ao fim do ano e não há mais adversários nele, a não ser … nós mesmos. Não podemos mais errar, esta é a verdade. O Grêmio vai ter que ter uma direção sobrehumana porque ela se desnuda negócio após negócio. E toda a nudez será castigada. Vamos ter que tentar ser mais compreensivos com a direção e ela vai ter que ser mais compreensiva com o torcedor: porque todos somos verdadeiros gremistas. Estamos insatisfeitos, mas precisamos tentar.

Carlos Josias
@cajosias
Facebook C Josias Menna Oliveira
http://2toquesulbratv.blogspot.com/2011/11/coluna-de-carlos-josias_15.html?spref=tw

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s