Que sacanagem: O tenente-coronel e comandante dos Bombeiros da Capital, Adriano Krukoski, afirma que o projeto da Arena foi aprovado pela entidade com 100% das cadeiras.

28 de novembro de 2012 | N° 17267

GRÊMIO

Operação Avalanche

Grêmio e OAS tentam reverter proibição da tradicional comemoração determinada pelos Bombeiros e BM

 

A notícia caiu como uma avalanche na torcida do Grêmio. Às 13h de ontem, o coronel Alfeu Freitas, responsável pelo policiamento ostensivo da Brigada Militar em Porto Alegre, surpreendeu a todos durante entrevista sobre o plano de mobilidade para a inauguração do estádio: – A avalanche da torcida do Grêmio não existirá na Arena.

O clube e a OAS terão uma reunião amanhã com o Corpo de Bombeiros e a Brigada Militar para tentar reverter a proibição. Por conta de uma resolução técnica das entidades, o estádio precisaria ter 100% de lugares com cadeiras. Assim, no setor da Geral, os torcedores não poderiam descer os degraus correndo a cada vez que um jogador do clube marcar um gol, como fazem hoje no Olímpico.

Segundo Freitas, a decisão de vetar a tradicional comemoração dos torcedores do Grêmio está baseada no artigo 7 da resolução técnica nº 17/2012 do Comando do Corpo de Bombeiros, que proíbe que novos estádios comportem espectadores em pé. O setor da Geral na Arena foi projetado com sobredegraus de 15cm, metade do tamanho dos que comportam cadeiras no estádio, para que mais pessoas possam assistir aos jogos.

– O problema é ficar em pé em um estádio que dá condição para a pessoa sentar. Não temos nada contra a avalanche – diz Freitas.

Para a inauguração, no dia 8 de dezembro, no amistoso contra o Hamburgo, e no Jogo Contra a Pobreza, marcado para o dia 19, o estádio terá um alvará de liberação provisório. A Geral ficará com barreiras antiesmagamento (veja no gráfico) a um determinado intervalo de degraus para evitar o deslocamento da torcida. O alvará definitivo para a utilização do estádio só sairá quando o setor estiver completamente ocupado por cadeiras, o que, por solicitação da OAS e do Grêmio, deve ocorrer em 60 dias.

Para tentar reverter a decisão, o clube e a construtora enxergam em Tarso Genro um aliado. Em visita ao novo estádio do clube ontem, o governador do Estado ouviu as razões dos gestores da Arena para liberar a avalanche. Um encontro entre o presidente da Grêmio Empreendimentos, Eduardo Antonini, o líder da Arena Porto-Alegrense, Eduardo Pinto, e os responsáveis pela Brigada Militar e pelo Corpo de Bombeiros na Capital deve ocorrer amanhã. No mesmo dia, ocorrerá a inspeção da Brigada Militar na Arena, ainda sem horário definido.

– Hoje, os dois principais estádios de Porto Alegre não precisam de anteparo (barreira antiesmagamento). Então, não compreendemos essa exigência. A mesma autoridade que liberou o Beira-Rio e o Olímpico tem que liberar a Arena. São dois pesos e duas medidas para a situação – relatou Antonini à Rádio Gaúcha.

A torcida Geral se manifestou.

– Se a proibição é válida, por que não ocorreu no Olímpico? Suas estruturas já comprometidas sempre suportaram a comemoração da torcida. É inviável a falta de segurança em um estádio novo? – questiona nota publicada no perfil da torcida no Facebook.

O tenente-coronel e comandante dos Bombeiros da Capital, Adriano Krukoski, afirma que o projeto da Arena foi aprovado pela entidade com 100% das cadeiras. A colocação de barreiras antiesmagamento para a inauguração foi uma concessão ao Grêmio e à OAS. O que significa que existe margem para negociação.

– Técnica e legalmente, a resolução não pode ser modificada. A não ser que exista uma pressão política para que isso aconteça – sintetizou Krukoski à TVCOM.

Além do problema com o espaço na Geral, na sexta-feira o MP espera receber o plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI) e o Habite-Se, documentos que autorizam a inauguração da Arena. Como o clube projeta regularizar a situação apenas na próxima semana, a questão pode ir à Justiça.

adriano.matiazzo@zerohora.com.br

ADRIANO DE CARVALHO

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s