É tão bom que não serve para alguns (1): não querem que o Grêmio ganhe 400 milhões

Alteração de contrato com a OAS dá fôlego financeiro ao Grêmio e previsão de faturamento superior a R$ 400 milhões

12 de junho de 2013 0

É de 414 milhões, ao longo de 20 anos, a projeção de faturamento do Grêmio a partir da alteração no contrato com a OAS.

Mesmo que estes números tenham agradado aos 218 conselheiros presentes na reunião da noite de terça-feira, as modificações ainda não foram à votação. A reunião fica em suspenso até a próxima segunda-feira, dia 17, para que as comissões do Conselho possam fazer um estudo mais detalhado dos 14 itens alterados.

O aspecto saudado com maior entusiasmo pela direção é a possibilidade de contar novamente com fluxo de caixa, que seria comprometido com o gasto mensal da migração.

É por isso que alguns dirigentes lamentaram que o novo contrato já não tivesse sido votado na sessão de terça-feira.

– O Grêmio tem tempo, o Grêmio está bem, então vamos prolongar esta discussão por mais tempo – ironizou o vice-presidente Nestor Hein.

A redução com a migração dos associados do Olímpico para a Arena é elevada. Neste ano, a economia será de R$ 31 milhões.

Em vez de pagar R$ 43 milhões, o Grêmio só desembolsará R$ 12 milhões. Em 2014, este valor subirá para R$ 15 milhões. Até o final dos 20 anos de parceria, ele será de R$ 18 milhões fixos.

A OAS também pagará o valor restante para a conclusão do Centro de Treinamentos e da área administrativa e ainda reembolsará o Grêmio dos R$ 6 milhões gastos pelo clube nestes dois setores.

Ficou fixado em 2% o percentual do clube nas vendas dos empreendimentos imobiliários do Humaitá e da Azenha, após a demolição do Olímpico.

Diferentemente do contrato original, o clube terá direito a comercializar as cadeiras que não forem ocupadas por sócios em todos os setores da Arena em dias de jogos.

Também será liberada ao Grêmio a venda de Cadeiras Gold inferiores, cabendo ao clube todo o lucro decorrente disso.

Com o fim das vendas do Passaporte Tricolor, produto que era comercializado pela Arena Portoalegrense, o Grêmio terá a chance de vender mais 10 mil novas cadeiras para sócios, que ficarão localizados no Setor Sul.

Pelo fato da negociação entre o interessado em adquirir um lugar no estádio ocorrer com uma entidade desportiva, haverá menor tributação, o que gera um maior potencial de lucro. Em caso de venda inferior ao projetado, o clube terá um desconto proporcional ao fauramento, o qual será repassado para a parceira.

Outra contrapartida: o clube poderá dividir os prejuízos advindos da operação da Arena com a OAS.

O ex-presidente Paulo Odone discorda de que o faturamento alcançará os R$ 414 milhões.

Embora considere positiva a renegociação, afirma que a arrecadação ficará muito distante do anunciado nesta terça-feira. Diz, também, que a redução dos gastos com a migração ocorreria mesmo que o contrato não tivesse sido modificado.

– Não é uma novidade. Já estava previsto que este valor (da migração) seria apenas por um ano. Ele seria renegociado depois- destacou.

Confiante na aprovação das modificações, o presidente do Conselho Deliberativo, Raul Régis de Freitas Lima, prevê uma realidade financeira bastante positiva para o clube.

– A partir de agora, o Grêmio terá um equilíbrio financeiro muito melhor – avalia.

http://wp.clicrbs.com.br/duplaexplosiva/2013/06/12/alteracao-de-contrato-com-a-oas-da-folego-financeiro-ao-gremio-e-previsao-de-faturamento-superior-a-r-400-milhoes/?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s