Tem o que contestar? Contesta!

terça-feira, 18 de junho de 2013

A Renegociação – Sócios

O termo de Cessão Onerosa negociado ano passado impunha algumas condições que eram – na minha opinião – danosas ao clube. Que condições eram estas? Cito abaixo:
 
– Desembolso fixo de aproximadamente R$ 42 milhões anuais (independente da ocupação do estádio e do tamanho do Quadro Social do clube)
 
– Impossibilidade do clube substituir o sócio que migrou para a Arena e, posteriormente, se desligou do Quadro Social. Ou seja, apesar do Grêmio continuar pagando o valor referente àquele sócio, a cadeira do mesmo ficaria vazia até o final do ano
 
– Concorrência interna causada pela existência de setores do Grêmio (4 anel e geral) e áreas da APA (cadeiras gold e gramado)
 
– Comissão de 10% que o clube receberia pela venda de cadeiras gold/gramado só viria caso a Arena desse lucro
 
– Sócio torcedor tinha desconto de 50% apenas nas áreas do Grêmio. Na prática este desconto ocorria apenas na área da Geral, uma vez que ingressos no quarto anel não estavam sendo vendidos. O Grêmio ainda bancava o desconto dado para estes sócios que compraram ingresso
 
– Remidos não tinham desconto caso quisessem migrar para outros setores do estádio (eles possuem cadeiras no quarto anel)
 
Durante estes seis meses, todos perceberam que houve uma grande desvalorização do sócio-torcedor. Logo, a consequencia lógica seria uma futura queda no número de associados desta modalidade, causando perdas em arrecadação do Quadro Social
 
Além disso, o valor de R$ 42 milhões que seria desembolsado no acordo atual representaria mais de 70% da receita LÍQUIDA do Quadro Social do clube, uma vez que a arrecadação BRUTA fica em torno de R$ 60 milhões
 
O que foi proposto com a renegociação:
 
– O Grêmio será dono do quarto anel (com exceção da área dos visitantes), da área da Geral, de 1.390 cadeiras gold e 4.250 cadeiras gramado. Nestes locais o Grêmio poderá substituir os sócios que fizeram a migração que, posteriormente, deixaram de fazer parte do quadro associativo do clube
 
– Os remidos que migrarem para as cadeiras gramado e cadeiras gold terão desconto  
 
– O Grêmio deve cerca de R$ 10,5 milhões por conta da utilização dos sócios nestes primeiros meses de Arena (em decorrência do contrato de Cessão Onerosa assinado). Este valor será pago a partir de julho, através de 1 parcela de 500 mil e outras 5 parcelas de 2 milhões
 
 
– Será implementado o check-in negativo (aquele em que o sócio comunica que NÃO IRÁ para o estádio). O ingresso será comercializado pela APA, mas o sócio torcedor terá preferência na compra deste ingresso
 
– Os sócios torcedores terão 50% de desconto e prioridade na aquisição de ingressos nas seguintes áreas: quarto anel, geral e gramado sul
 
– Nos demais setores (gramado corner, central e cadeiras gold) o desconto será de 20% e o sócio torcedor não terá prioridade de compra
 
– O Grêmio não precisará reembolsar a APA pelo desconto que os sócios torcedores terão nos ingressos
 
 
– Em 2013, o Grêmio desembolsará pelos seus sócios o equivalente a 20% da receita LÍQUIDA (excluindo os novos sócios torcedores, as cadeiras gold, gramado e custos com cobrança) do seu Quadro Social OU R$ 12 milhões (prevalece o maior)
 
 
– Em 2014, o Grêmio desembolsará pelos seus sócios o equivalente a 25% da receita LÍQUIDA (excluindo os novos sócios torcedores, as cadeiras gold, gramado e custos com cobrança) do seu Quadro Social OU R$ 15 milhões (prevalece o maior)
 
– A partir de 2015 o Grêmio desembolsará pelos seus sócios o equivalente a 30% da receita LÍQUIDA (excluindo os novos sócios torcedores, as cadeiras gold, gramado e custos com cobrança) do seu Quadro Social OU R$ 18 milhões (prevalece o maior)
 
– Os valores acima citados serão reajustados seguindo o mesmo índice de correção utilizado pelo Grêmio no Quadro Social. Ou seja, se as mensalidades não sofrerem alteração, o valor a ser repassado para a APA também não será alterado
 
– O torcedor que quiser adquirir cadeiras gold e/ou gramado deverá obrigatoriamente se associar ao clube (a não ser que se trate de pessoa jurídica)
 
– O Grêmio receberá uma comissão de 10% sobre cada cadeira gold vendida e 15% sobre cada cadeira gramado. O recebimento destes valores será MENSAL (independente da Arena dar lucro ou não)
 
– O Grêmio repassará 50% da receita LÍQUIDA (após descontar os custos com cobrança) arrecadado com NOVOS SÓCIOS TORCEDORES
 
Este último item causou uma certa discussão, mas compreendê-lo é muito simples.
 
No dia 31/12/2012 o Grêmio tinha aproximadamente 28 mil sócios torcedores em dia. Este é o número que servirá de base para o clube repassar os 50% dos novos sócios torcedores. O Grêmio repassará 50% do valor arrecadado somente do número de SÓCIOS TORCEDORES que EXCEDER o número de 28 mil sócios. Ou seja:
 
1 – Se o clube terminar 2013 com 40 mil sócios torcedores, repassará 50% da receita líquida arrecadada com 12 mil sócios torcedores (40 mil – 28 mil = 12 mil)
 
2 – Se o clube terminar 2013 com 28 mil sócios torcedores, não repassará nada, pois o número de sócios torcedores é exatamente o MESMO do final de 2012
 
3 – Se o clube terminar 2013 com 15 mil sócios torcedores, não repassará nada, pois o número de sócios torcedores é MENOR do que no final de 2012

Espero ter esclarecido um pouco da questão dos sócios no modelo de negócio proposto após a renegociação.

Postado por Giuliano Vieceli às 15:17
Marcadores: ,
 
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s